Postagem em destaque

"Concreto"

Pedra, barro, massa     Mão, calo, amassa! Levanta parede  No ar  D a hora Que se levante! Mora dentro     F ora   Vi...

domingo, 24 de setembro de 2017

O meu dente doeu

Tenho uma mística.
Trata-se de de um dente meio problemáico que, quando ele dói, geralmente é aniversário de vida ou morte do meu pai.
Dessa vez ele doeu na vinda para cá.
Pensei e pensei.
Era o aniversário da morte do Tio Renato.
Fiquei triste pensando no Zeca, esse queridão.
Pensei no Renatinho.
Na Sílvia.
E na Tia Meire.
Palavras são flechas, a minha já foi lançada e tentei laçá-la.

sábado, 9 de setembro de 2017

La La Land

Vi contigo a primeira vez na Paulista.
Agora calha de vê-lo de novo nos aviões da vida.
Te amo, sim, nos enervamos, mas te amo, Miriam.

A bocudinha

Ema Stone é aquela caso em que podemos ver uma jovem atriz se transformando numa mulher poderosa diante das telas.
Não precisa ter peitos enormes, nem ser perfeitamente linda.
O nariz é pequeno para os grandes olhos.
Mas grande é sua atuação.
Aí é maravilhosa.
Mais ou menos como a Mraisa cantando... 

sexta-feira, 8 de setembro de 2017

Sobre um dia de 20 e tantos anos atrás

28/05 Voltei de Guaraqueçaba embriagado pelas idéias do Seu Luiz Antônio de Pádua, o dono da Pousada Mata Atlântica.
Agora era era hora e a vez de R.
Eu ia comprar uma fazenda grande, quase na divisa desse estado com o Paraná.
No Ribeirão da Batata ou no Mandira, na Serra Boacica ou na Serra do Porto do Meio,
Mando passar a estrada que com Batuva, já no Paraná. Pertinho do Seu Luiz.
De Batuva à sede do Município de Guaraqueçaba são apenas 30 km.
Vou plantar bananas, maracujás, acerolas, pitangas e outras frutas.
Vou criar todo tipo de gado, criações pequenas, médias e grandes, cavalo, porco, galinha, cachorros, peixes, marrecos, patos e outras aves aquáticas, avoantes, pernaltas, ciscadeiras e por aí vai.
Não vou derrubar nenhuma árvore.
Vou plantar milhões de pés de plantas, semeador em campo de centeio, retrato do artista enquanto jovem, Ulisses, vou escrever dez livros por semana, na escrivaninha que escolherei, com a mina que achei, na caçamba da fina flor do operariado bomretiriano, que a vida feliz me deu.
Vou reflorestar com tudo que é árvore daquie dalhures.
Canelas, jussaras, perobas, pau ferro, marfim, ipê, massaranduba, emburana, roxinho, ébano, teca, eucalipto, pinho do parná, pinho de riga, cipreste,tília, canafístula, peroba branca, jacarandá, angelim, andiroba, angico, araribá, imbuia, jatobá, pau brasil, pau pereira, guanandi, mogno, cedro, tudo do bom e do melhor de sementes escolhidas a dedo com os proprietários dos espécimes remanescentes.
Serei Deus no meu paraíso terrestre.
Sem mais choro ou ranger de dentes.
Mas ainda tenho dores na carne.
Dor, delícia, de fazendeiro floresteiro, num tempo onde ninguém mais vive no campo e do campo., a anão ser em Mato Grosso e outros lugares longes.
Aprender com os índios às vésperas do ano 2000.
Mico caiçara e chauá. Anta, onças, jacaré do papo amarelo e tauíra, robalo e camarão, Mangue, morro, mar, boto que lembra que aqui não tem tucupi.
Mas tinha coruja.
Tem.

terça-feira, 29 de agosto de 2017

Sou sortudo

Detesto desperdício.
Passei na segurança.
Sem tênis.
Fui vestir depois.
Tinha um rolo de cinabom...uma rosca doce com pecans... alguém esqueceu...
...guardei...
Depois de tudo o desfruto...
Com Cointreau.

Rafael Krieger

https://musica.uol.com.br/noticias/redacao/2017/08/28/djavan-nao-esta-sozinho-as-10-letras-mais-sem-sentido-da-mpb.htm

"Crítico Musical"...ou idiota mesmo...achar que Açaí não faz sentido e listar 10 grandes composições como sem sentido...digno de ouvidor de sertanejo universiOtário!

domingo, 27 de agosto de 2017

O Chico Buarque de "Tua Cantiga" e o machismo

Supostamente autobiográfica, "Tua Cantiga" teria sido composta para a atual namorada de Chico, Carolina Proner.
Gerou polêmica a frase "largo mulher e filhos e de joelhos vou te encontrar" (acho que é isso).
Aí ficou um nhen nhen nhen que mulher não é para ser cuidada e sei lá mais que...
Até o próprio se defendeu usando uma frase que ele teria ouvido numa fila de supermercado ("machismo teria sido ele não largar a esposa e levar a relação com a amante em paralelo", uma mulher teria dito prá outra).
Bem...Chico é divorciado de Marieta há décadas.
Supostamente aprontou as suas.
Se até eu que sou mais bobo, imagina ele.
Mas não é isso que vem ao caso.
Quero falar do disco "Caravanas".
Das três músicas que vi, nada me encantou mais que conhecer o Chico Brown, ou Chiquinho.
Vou comprar o disco, vou dar de presente (sim, ainda compro cds e os presenteio).
Chico é gigante. Como artista musical, literato, ser humano e como homem individual e político.
73 namorando uma bonita de 42.
Pena do ex marido da mulher.
Mas perder pro Chico é meio café com leite.
Não conta.
Suas "caravanas" passam e talvez passarão.
Chico fica parado, farol da gente.
O resto é esse mar de temeridade, de incerteza e efemeridade.
Espero que ele viva que a dona Maria Amélia.
Mas um dia, prá nos cacetear, ele vai.
Eu vou.
Você vai.
Fazer o que...viver cada dia com alegria.
E com as belezas que ele vai nos presenteando.